Impasse entre Emirates e Rolls Royce pode afetar programa do A380

Acordo é essencial para a continuação do programa A380.

O último pedido feito pela Emirates à Airbus para o A380 chegou a um impasse envolvendo os motores. O acordo de US$ 16 bilhões para até 36 aeronaves (20 firme + 16 opções) tem problemas nas negociações entre Emirates e Rolls-Royce.

Continua após a publicidade

O preço e condições sugeridos pela fabricante de motores não agrada a transpotadora de Dubai. A Emirates questiona o valor com dados do desempenho e parâmetros do RR Trent 900 que estão aquém da expectativa. As empresas perderam o prazo para a definição dos motores, atrasando a primeira entrega do lote de 36 aeronaves em 2020.

IMG_2398
Emirates quer melhor eficiência do motores RR Trent 900.

A Emirates, a maior cliente do A380, assinou contrato de entendimento para novos A380, depois de meses em negociações tensas com a Airbus. A companhia aérea de Dubai responde por cerca de metade do total de pedidos, tendo mudado para a Rolls-Royce como fornecedora de motores há alguns anos após escolher motores da Engine Alliance, joint venture formada entre a General Electric e a Pratt & Whitney nas primeiras unidades recebidas.

 

A Roll Royce assinou em 2015, um acordo para alimentar 50 aeronaves no valor de US$ 9.2 bilhões, mas a fabricante não conseguiu aprimorar seu motor e atender as garantidas do contrato. A Engine Alliance, única concorrente preferiu manter a atual base de clientes do A380, não negociando novos contratos para o fornecimento de motores. O principal motivo alegado pela EA é a falta de pedidos para o Airbus A380 ao longo dos últimos anos.

Para a manutenção do programa A380, a Airbus precisa do acordo realizado no Dubai Air Show em novembro do ano passado. A Emirates fechou em janeiro um pedido firme de 20 aeronaves e 16 opções, formando uma carteira de 178 aeronaves. Para manter o ritmo de produção do A380 em seis aeronaves por ano, o acordo com a Emirates é vital para o programa da Airbus.

 

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta