Airbus precisa de mais um ano para regularizar entregas do A320neo

Problemas com os fornecedores de motores afetou cronograma de entrega do Airbus A320neo.

A fabricante europeia, Airbus precisará de pelo menos mais um ano para regularizar as entregas programadas de seus A320neo após problemas de produção e design dos seus fornecedores de motores.

A fabricante foi obrigada a ajustar o cronograma de entrega do A320neo no início de 2018, após a descoberta de falhas específicas continuas nos motores da Pratt & Whitney. A outra fornecedora de motores do narrow body, a CFM International teve problemas com os principais fornecedores.

IMG_2189
LATAM receberá dois A320neo ainda este ano.

A Airbus se manteve firme em relação à meta para as entregas globais, de cerca de 800 aeronaves para 2018. A empresa inicialmente planejava recuperar o atraso no cronograma durante o ano, mas as continuação dos problemas nos motores Pratt & Whitney provocou uma paralisação de três meses nas entregas.

Airbus A320neo Avianca

O atraso, somado aos problemas de produção enfretados pela CFM, deixou até 100 Airbus A320neo parados do lado de fora das fábricas, principalmente em Toulouse, na França. Nas últimas semanas o número caiu para cerca de 70 aeronaves devido ao ritmo de entregas realizadas com motores da Pratt & Whitney.

No Brasil, atualmente a Avianca e Azul operam o Airbus A320neo, a LATAM Brasil chegou a receber os primeiros, mas depois de um período foram transferidos para o Chile, a empresa deve receber uma nova unidade ainda este ano. A frota de Airbus A320neo no país é de 29 unidades, sendo 17 da Azul e 12 da Avianca.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido pelo Contato Radar!