Azul pode assinar contrato com a Amazon no Brasil, diz Reuters

Parceria pode fortalecer Azul Cargo Express. Há uma semana, Azul anunciou que traria dois 737-400F a seu braço cargueiro.

Hoje a agência de notícias Reuters informou, em seu site em inglês, que a Amazon está em conversas com a Azul para fechar um contrato de parceria, em que a Azul Cargo Express ficaria encarregada de transportar as remessas da gigante do e-commerce no Brasil. Atualmente a Amazon é a maior empresa de vendas on-line no mundo em faturamento, entretanto sua operação no país é insípida, não tendo recebido muito investimento.

Embraer E195 Azul CNF Confins Belo Horizonte

Segundo a Reuters, tal informação poderia significar que a empresa americana tem planos de expandir fortemente sua atuação no Brasil, principalmente considerando a grande capilaridade da Azul, que atualmente alcança quase 100 destinos no país. As fontes da Reuters não informaram se a Amazon entrou em negociações com as competidoras da Azul.

Essa informação, dada por duas fontes “com conhecimento do assunto” à Reuters, vão de encontro com a expansão que a Azul Cargo Express vem experienciando nos últimos tempos. Em comparação com 2016, no ano passado a unidade cargueira da Azul aumentou em 49% o seu faturamento; a previsão de crescimento para esse ano é de 40%.

Além disso, em fevereiro a Azul anunciou a criação de uma joint-venture em colaboração com os Correios, que apesar de ser formalmente dissociada da Azul Cargo Express, deve utilizar-se também da grande capilaridade da companhia. Além disso, na semana passada a empresa anunciou oficialmente a incorporação à sua frota de dois 737-400 cargueiros, que devem chegar no próximo semestre deste ano.

Tanto a Azul quanto a Amazon recusaram-se a comentar o assunto à agência de notícias americana.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta