Azul reduz dívida líquida vendendo aviões

A Azul realizou um acordo com a Nordic Aviation Capital para a venda de 10 ATR72-600 a serem retirados da frota até 2018.

Com essa venda, a Azul poderá reduzir sua dívida líquida em até R$325 milhões. As aeronaves serão entregues entre 2017 e 2018, e algumas já estão paradas em seu hangar de manutenção no aeroporto da Pampulha (Belo Horizonte).

IMG_4079
ATR72-600 da Azul Linhas Aéreas.

Apesar da retirada dessas unidades, o presidente da Azul, John Rodgerson, explica que a companhia continuará voando com o ATR72-600, porém alguns mercados já podem ser substituídos por aeronaves maiores, adequando cada mercado com a oferta ideal. “Continuaremos voando com os ATR, pois eles nos ajudam a explorar novos mercados e rotas regionais. Na medida em que expandimos nossa malha, é natural que parte de nossos ATR sejam substituídos por aeronaves maiores e mais modernas. Nossa estratégia, em termos de frota, é ter a aeronave certa para o mercado certo e já conseguimos identificar vários mercados que estão prontos para receber aeronaves maiores”.

A NAC através do seu presidente, Martin Moller, explicou que a compra é de interesse da empresa pois enxergam uma demanda por ATR72-600. “Estamos satisfeitos por ter concluído esta transação com um cliente tão valorizado como o Azul. Vemos uma forte demanda por aeronaves ATR 72-600, por isso, estamos aproveitando a oportunidade para adquirir esse número de aeronaves de alta qualidade da Azul. Esta não é a primeira vez que adquirimos e revendemos aviões da Azul e a resposta dos novos operadores é sempre muito positiva. Em breve, encontremos uma nova casa para essas aeronaves”, completa o executivo.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido pelo Contato Radar!